Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Roteiro de Sabores

O Que é Gourmet

o-que-e-gourmet.jpg

A palavra Gourmet é globalmente associada a um estilo de culinária mais elaborada e requintada, que atende as exigências do consumidor com gosto mais requintado e exigente.

 

A exponenciação da palavra Gourmet, surgiu nos últimos anos, quando passou a haver  uma procura muito grande por produtos alimentares diferentes, especialmente num casamento entre a procura e a necessidade de oferta de algo muito diferente, culminou com a ideia de “alta cozinha”, onde a cultura gastronómica se entrelaça com a arte, resultando numa cozinha pensada criteriosamente, musculada com produtos de qualidade superior e artisticamente apresentada.

 

O termo Gourmet é de origem francesa e designava um conhecedor e entendedor de boas bebidas e iguarias, além de conhecedor de bons vinhos.

 

Nos dias de hoje, a palavra gourmet internacionalizou-se e ultrapassou fronteiras, e muito embora utilizado de uma forma muito mais ampla, o seu foco reflecte-se sempre nos prazeres da mesa com qualidade.

 

Uma das também possíveis definições de Gourmet, está na descrição de produtos de elevada qualidade, que por motivos de escassez de matéria-prima, ou pelo processo de elaboração, têm uma produção limitada.

 

Outras vezes, por questões de marketing são lançados produtos com design mais arrojado e exclusivo, aos quais são normalmente atribuídos termos como “Premium” ou “Exclusive”, de modo a garantir a sua exclusividade, exigência e serem uma mais-valia.

 

Na verdade e resumindo tantos conceitos e tantas opiniões, a palavra Gourmet, associada ao vinho, à alimentação ou simplesmente a um conceito ideológico, é somente a alternativa ao requinte luxuoso, onde cai o adjectivo luxuoso e fica somente o requinte.

 

Os produtos apelam pela sua apresentação, pela sua imaginação, pela sua qualidade, criatividade e pela exigência de se distinguirem num mercado tão competitivo.

Gourmet e o Roteiro de Sabores

No Roteiro de Sabores, os Cabazes Gourmet têm vindo a conquistar consumidores, na procura de associar a qualidade de um produto ao seu design exclusivo, dando a conhecer características únicas, procurando desta forma, dar outra alma a momentos únicos como o Natal.

gourmet-roteiro-sabores.jpg

Os Cabazes Gourmet  Roteiro de Sabores são uma óptima resposta ao crescente interesse e exigência dos nossos clientes e de um mercado que quer ser surpreendido, pois são elaborados com um conjunto de produtos que acrescentam valor ao seu cabaz e que os torna para si, numa excelente opção para o seu Natal, ou como uma oferta muito especial à sua família ou aos seus amigos.

 

Associado à qualidade dos produtos, conseguimos oferecer preços muito competitivos e equilibrados, tornando a opção pelos Cabazes Gourmet Roteiro de Sabores, verdadeiramente diferenciadores da concorrência.

 

Copos de Vinho Branco e Rosés

copo-de-vinho-branco-rose.jpg

No artigo anterior, falámos da importância dos copos e das escolhas a fazer no consumo do vinho, designadamente nos vinhos tintos, neste artigo abordamos a importância dessa mesma escolha, agora, nos copos de vinho branco e rosé.

 

Hoje, é aceite de forma unânime que a forma do copo é peça fundamental para a degustação do vinho, casos há em que o mesmo vinho servido em diferentes tipos de copo, adequado ou não, o faz sobressair ou tornar num vinho discreto. Para quem tem duvidas, convidamos a fazer o teste, ainda que não seja um perito em vinhos, vai notar diferenças e ao mesmo tempo divertir-se com os amigos, vai ver que alguns “vinhos famosos” vão chumbar, no seu palato.

 

De onde se pode concluir que hoje em dia, a técnica é essencial no fabrico dos copos. Existem estudos que o comprovam que os copos são desenvolvidos para “conduzir” o vinho para a boca e para o nariz de forma a realçar os aromas e sabores.

 

Para se entender a importância de utilizar o copo certo e a importância que reveste este utensilio, podemos usar como referência o facto da marca austríaca Riedel, por exemplo, possuir cerca de 400 referências (tipos e tamanhos) de copos, uma para cada espécie de uva e/ou região do mundo.

Vinhos Brancos

No que respeita aos copos para vinhos brancos estes têm um corpo mais pequeno do que os copos para vinho tinto.

 

Existem duas razões principais para assim ser, a primeira, porque o vinho branco necessita de ser consumido em temperaturas mais baixas e, desta forma, um copo mais pequeno, permite menos trocas de calor com o ambiente, ou seja, mantém durante mais tempo a temperatura do vinho e o segundo aspeto é a necessidade de realçar as notas de frutas.

 

Vinhos Rosé

Os vinhos rosés que possuem os taninos dos tintos mas os aromas dos brancos, devem ser apreciados com recurso a um copo ainda mais pequeno que os copos de vinho branco, no entanto, com bojo (barriga) maior. Desta forma o copo acentua a acidez do vinho, equilibrando assim sua doçura.

 

Se não tiver um copo específico para rosés, então pode  usar o copo de vinho branco.

 

Ainda, como alternativa, como referimos no artigo anterior adquirir copos desenvolvidos para degustações técnicas, como é o caso do copo ISO (international Standards Organization), pode, igualmente, ser uma ótima escolha.

 

Experimente estas Dicas com Os Vinhos Roteiro de Sabores

 

A Roteiro de Sabores além de fazer acompanhar os seus cabazes com néctares divinos, também os comercializa separadamente.

 

Dentro dos nossos cabazes o Vinho tem sempre um papel de destaque, pois é o mesmo que faz combinar todos os seus elementos.

 

Venha descobrir a nossa variedade de Cabazes de Natal, ou perca-se pelos nossos Cabazes Gourmet e compreenda o motivo pelo qual os fazemos tão especiais para si.

 

E por falar em si…já imaginou um cabaz pensado somente em si? ou simplesmente pensado por si?

Sigam-me

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D