Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Roteiro de Sabores

QUE VINHOS DEVO SERVIR E EM QUE QUANTIDADE

QUE-VINHOS-DEVO-SERVIR-E-EM-QUE-QUANTIDADE.jpe

 

QUE VINHOS DEVO SERVIR?

 

É frequente questionarmo-nos sobre a diversidade e quantidade de garrafas de vinho que devemos comprar para a realização de um evento, o receio de que falte, leva normalmente à aquisição de mais vinho do que é necessário.

Em regra, devem ser poucos.

 

Ambientes informais

Normalmente, um Porto branco e seco, ou um espumante bruto,ou branco ligeiramente frisante, é o mais adequado. De seguida, não se deve servir mais do que um vinho, normalmente tinto. Servindodois, a regra é servir um branco e um tinto.

 Para ofinal não deve escolher vinhos doces, o carácter informal não proporciona  este tipo de vinhos, mais dados aambientes intimistas.

 

Ambientes festivos

Devem aplicar-se a estes eventos as regras dos ambientes informais, porém havendo lugar a uma festividade o espumante m/seco deve prevalecer sobre o bruto, no finalpara apagar as velas.

 

Ambientes íntimos

Normalmente, o carácter sofisticado da refeição, caso pretenda realçar os dotes e os sabores culinários associados dos anfitriões e dos produtos, propicia a escolha de um só vinho, em regra tinto, porém, há que conhecer os convidados, e reconhecer entre estes a existência, ou não, de um “fundamentalista” de brancos, neste caso, devemos procurar ir de encontro aos seus gostos pessoais, quando conciliáveis com a refeição.

De início, os vinhos jovens são uma boa aposta, com beber fácil. Depois evoluir para um vinho mais velho, ou mais encorpado.

No final, se optar por servir queijos, um vinho do Porto LBV ou um Vintage são a solução adequada.

 

Ambiente de apreciadores

Se existe entre os convivas, um leque de apreciadores, então deve ser servido mais do que um vinho, normalmente dois, permite uma discussão sobre a harmonia do vinho com a refeição, o consumo não é mais elevado, apenas um acréscimo de trabalho logístico, como os copos.

 

E EM QUE QUANTIDADE?

 

Em relação à quantidade de vinhos a servir, existe uma regra, quantos mais vinhos se servem, menos se deve servir de cada um deles.

 

Outra regra tem que ver com a proporcionalidade de convidados versus quantidade de vinho, quantas mais pessoas são convidadas, menos vinhos devem ser adquiridos, normalmente, existem crianças e pessoas que não bebem, o que leva a descer a fasquia do consumo.

 

Em “patuscadas” o número de vinhos bebidos é em regra maior que em ambientes intimistas, 1 garrafa para dois convivas ou mesmo 1 para 1 pode ser frequente, enquanto em ambientes intimistas 1 para 6 ou para 8 é em regra adequado, pode em alguns casos, haver uma proporção de 1 para 4.

 

A água deve estar sempre presente, de preferência fresca.

 

Pode encontrar estes e outros produtos nos nossos Cabazes, consulte-nos em www.roteirodesabores.pt.

Sigam-me

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D